SlideShow

Então pessoal, como todos sabem,
nosso Blog tem um grande público,
decidimos voltar a trabalhar com
publicidades. 
Aumente sua visibilidade anunciando
conosco, quem tiver interesse mande
mensagem para o e-mail de contato! 

email: dimaspereiravalgas@gmail.com

Pacotes mensais tem desconto!
0

Contos

Já estava anoitecendo na Cidade de New Orlens, Estados Unidos, o tempo estava nublado e era noite de Lua Cheia.
Bruno, um garoto de 17 anos que morava um pouco afastado da cidade, resolveu chamar seus amigos e fazer uma janta de comemoração pelo seu aniversário em sua casa.
Dez horas já estavam todos seus amigos em sua casa, jantaram e ficaram bebendo ate altas horas da madrugada.
De repente, depois de estarem todos bêbados, Rafael, resolveu contar uma história para deixar todos com muito medo. A história era de Bloody Mary, uma garota muito bonita que vivia trancada em seu banheiro se admirando, e um dia enquanto estava arrumando seus cabelos, derrubou seu espelho no chão do banheiro e o quebrou. Ficou tão desesperada por ter quebrado seu espelho que acabou arrancando seus próprios olhos com os pedaços do espelho, e agora se alguém se atrever a pronunciar três vezes seu nome na frente do espelho ela arranca seus olhos, e faz com que seu sangue se espalhe por todo o banheiro.
Bruno se manifestou, disse que não acreditava nessa história, que Rafael estava contando só para deixar todos com medo, e que jamais uma mulher podia aparecer nos espelhos de um banheiro.
Rafael então disse que duvidava que bruno tivesse coragem de ir ate o espelho do banheiro de sua casa e pronunciar três vezes o nome de Bloody Mary, e que se ele fosse ate lá e pronunciasse ele lhe pagava uma caixa de cerveja.

Bruno concordou e subiu as escadas de sua casa ate o segundo andar e foi ate o banheiro, mas quando chegou lá ficou com muito medo, pensou que não precisava provar nada pra ninguém, que ele não acreditava mas não precisava mostrar que era corajoso o bastante pra pronunciar Bloody Mary na frente do espelho.
Ficou sentado um tempo no chão do banheiro e resolveu falar, pois nada ia lhe acontecer, aquela história era só uma mentira pra deixar todos com medo.
Então foi ate a frente do espelho, olhou fixamente para seus olhos refletidos no espelho e Falou:
- Bloody Mary.
Esperou um tempo e pronunciou novamente:
- Bloody Mary.
Ficou irritado e disse que isso era uma bobagem, que não precisava estar ali pronunciando aquele nome por que seus amigos achavam que ele estava com medo e foi em direção à porta do banheiro, mas quando foi sair, parou, pensou um pouco e disse que ia provar que aquilo era tudo mentira, que ia pronunciar novamente aquele nome em frente ao espelho.
Voltou na frente do espelho e pronunciou pela terceira vez:
- Bloody Mary.
Nisso começou a ouvir um monte de batidas na porta e se assustou, foi correndo em direção à porta para sair e encontrou com seus amigos dando risada do susto que ele levou.
Bruno chamou todos de idiotas por terem acreditado naquela historia e disse que provou que aquilo era tudo mentira.
Voltaram todos lá para baixo onde estavam antes e continuaram bebendo.
Bruno precisava ir ao banheiro e subiu novamente até o segundo andar.
Chegando lá, trancou a porta do banheiro e foi ate o espelho para lavar o rosto, pois estava muito bêbado já, mas ao olhar fixamente para o espelho, viu que seus olhos começaram a sangrar, desesperado ele se lembrou de Bloody Mary e ela apareceu ao seu lado, com os cabelos na frente de seus olhos, roupas rasgadas, um lado do rosto todo arranhado e escorrendo sangue por todo seu corpo. Bloody Mary levantou seu rosto para cima e Bruno viu só pedaços de vidros cravados em seus olhos. Ela estava com um pedaço de espelho em sua mão e com esse espelho ela arrancou os olhos de Bruno, espalhando seu sangue por todo o banheiro.
Seu sangue foi escorrendo por baixo da porta ate chegar à escada, quando estava jorrando sangue pela escada Rafael ficou desesperado e falou para os outros meninos que ali estavam que estava caindo sangue de lá de cima, mas eles nem olharam para a escada, pois acharam que era outra brincadeira de Rafael.
Mas Rafael ficou atordoado e subiu correndo as escadas para ver o que tinha acontecido. Ao chegar ao banheiro à porta estava só encostada, e quando a empurrou, encontrou Bruno caído no chão do banheiro sem os olhos e com sangue por todo o corpo, saiu correndo e gritando desesperado pela escada, todos que ali estavam ficaram apavorados e correram ate Rafael para lhe perguntar o que tinha acontecido. Ele contou que Bruno estava morto no banheiro sem os olhos e saiu correndo em direção à porta de saída da casa.
Mas ao tentar abrir a porta, viu que ela estava trancada, toda arranhada e com sangue escorrendo.
Rafael e seus outros amigos tentaram de tudo para sair da casa, mas não adiantava, estavam trancados.
Na casa se ouviam vários barulhos, arranhões nas portas e paredes, vidros se quebrando, gritos de horror vindos do banheiro onde Bruno estava morto, e sangue escorrendo pelas escadas.
Rafael não sabia o que fazer, não sabia onde se esconder estava com muito medo que ninguém que estivesse ali dentro daquela casa iria se salvar.
Rafael gritando correu para o quarto de Bruno para se esconder e tentar escapar daquela casa. O quarto era no primeiro andar, e ele foi ali para não precisar subir as escadas e passar pelo banheiro.
Entrou no quarto, trancou a porta e foi em direção à janela, mas de nada adiantou, a janela estava com o vidro quebrado em vários pedaços pontudos, mas havia grades pelo lado de fora e não tinha como sair por ali.
Rafael voltou para a porta para ir para outro lugar, mas ele estava trancado, não conseguia mais abrir a porta. Tentou quebrar, deu chutes, se atirou contra a porta, mas de nada adiantou.
Voltou e se debruçou em uma cômoda que havia ali no quarto, e gritou três vezes.
- Bloody Mary
- Bloody Mary
- Bloody Mary
- Bloody Mary não existe, não pode ter sido ela a matar Bruno, isso é só uma lenda, ele se arrancou seus próprios olhos sozinho pra nos deixar loucos. Disse Rafael Apavorado.
Mas ao se virar para trás deu de cara para um espelho do chão ate o teto do quarto, um espelho enorme e que refletia toda sua imagem.
Atrás dele ele viu Bloody Mary de cabeça baixa e gritou desesperado. A casa inteira tremeu, e Bloody Mary deu outro grito de fazer Rafael cair no chão com os ouvidos estourados e sangrando.
Rafael ao se levantar, do seu outro lado viu Bruno, com as roupas rasgadas, com seu corpo todo arranhado pelos pedaços de vidro e todo ensanguentado, só com buracos enormes no lugar dos olhos. Os olhos de Bruno estavam no rosto de Bloody Mary.
Então Bruno falou de dentro do espelho:
- Você me matou.
- Você não deveria ter mexido com o mundo dos mortos, e agora estou nesse mundo também.
- Isso tudo é culpa sua, mas agora estou do lado de Bloody Mary.
- E o próximo a morrer será você.
Nisso Rafael começou a tremer, estava tendo um ataque, seus olhos começaram a sangrar, seus cabelos e seus dentes a cair e por dentro, seus ossos estavam sendo esmagados um por um.
Risadas e gritos vinham de dentro do espelho, e Bruno com um pedaço de vidro arrancou os olhos de Rafael.
Rafael estava morto, e todos os espelhos da casa estavam possuídos por Bruno e Bloody Mary que estavam unidos para matarem todos que olhassem para algum espelho.
No Quarto, velas que estavam acesas em cima da cômoda caíram e com isso, o quarto ficou em chamas, passando o fogo para a casa inteira.
Os outros meninos tentaram fugir, tentaram quebrar, arrancar a grade fora das janelas, mas as grades eram muito resistentes e nada poderia vencer a força da raiva de Bruno e Bloody Mary.
Com a casa em chamas, foram todos os meninos morrendo, um por um, com seus ossos sendo esmagados pela imagem dos espelhos que estavam refletindo pela casa inteira e queimados pelo fogo que estava se espalhando rapidamente.
Quase todos morreram, mas ainda restava um. Fabio estava escondido em um quarto no segundo andar da casa.
Mas logo apareceram Bloody Mary e Bruno no espelho refletido no quarto.
Fabio estava apavorado tentando escapar do quarto, mas também estava trancado e não havia o que fazer.
Quando Fábio passou a mão em seus olhos, percebeu que eles estavam sangrando, mas ele lembrou-se que já havia escutado essa lenda de Bloody Mary outras vezes e tinha só uma maneira de derrotar Bloody Mary e Bruno, que era aprisionando eles para sempre em sua própria imagem refletida em outro espelho.
Fabio já estava muito fraco, pois já havia perdido muito sangue, mas conseguiu ir ate outra parede que tinha um espelho preso, arrancou o espelho e colocou contra o espelho que Bloody Mary e Bruno estavam.
A imagem de Bloody Mary e Bruno se refletiu contra eles e a casa tremeu, ouviu-se apenas mais um grito de horror e Fabio atirou o espelho contra a parede, deixando Bruno e Bloody Mary para sempre aprisionados no mundo dos mortos.
As grades da janela caíram para o lado de fora, e Fabio conseguiu sair da casa.
A casa estava em chamas, e todas as paredes com marcas de arranhões e pancadas, e depois de Fabio sair correndo pela mata que havia atrás da casa, a casa se desmoronou acabando de vez com as almas de Bruno e Bloody Mary.
Fabio nunca mais foi visto, ele desapareceu depois daquela noite.
Ninguém ficou sabendo se Fabio acabou morrendo depois de tudo o que aconteceu pelo fato de ter perdido muito sangue e sair de lá muito fraco, sem ser cuidado por ninguém ou se ainda estava vivo, mas o fato é que seu corpo nunca mais foi encontrado.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e faça um blogueiro feliz.. :)